Notícias atualizadas com qualidade e credibilidade.

INSTALAÇÃO DE ORELHÕES MULTISERVIÇOS


Intuito da agência é modernizar os aparelhos e torná-los mais atrativos para o cidadão. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) uma nova lei para a utilização dos telefones públicos. A principal mudança é a possibilidade aberta para que as concessionárias de telefonia possam oferecer outros serviços além do tráfego de voz. O intuito da agência é modernizar os orelhões e torná-los mais atrativos para o cidadão. "O regulamento novo, embora não impulsione e incentive, permite a ideia de um orelhão que seja multisserviço, que propicie acesso à internet e outras formas de comunicação, quem sabe SMS. Isso é algo que consideramos muito interessante", afirma a diretora de Serviços e de Universalização de Serviços do Ministério das Comunicações, Miriam Wimmer. Anatel abre 100 vagas com salários de até R$ 11,4 mil Pelo regulamento anterior, os telefones públicos deveriam oferecer exclusivamente tráfego de voz. Agora, com a saída dessa limitação, o caminho fica aberto para a convergência tecnológica. Segundo Miriam Wimmer, trata-se de uma oportunidade para as empresas desenvolverem novos modelos de negócio. Outra mudança é a possibilidade de formas alternativas de pagamento em substituição aos cartões telefônicos. As companhias poderão oferecer o serviço por meio de cartão de crédito ou mesmo por um pré-pago. Caberá a elas definir, de acordo com as normas do regulamento. As concessionárias também ficam autorizadas a incluir publicidade nas cabines e nos visores dos orelhões, como forma de gerar novas receitas. O novo regulamento prevê inclusive as "chamadas patrocinadas", em que o consumidor tem direito a ligações gratuitas, de ao menos 1 minuto de duração, ao aceitar ouvir uma publicidade antes da chamada.

Fonte: IPNews